Ettore Scola: mestre do cinema italiano

“Il cinema è un lavoro duro ma si può, ridendo e scherzando, mandare qualche messaggetto, qualche cartolina postale con le proprie osservazioni sul mondo.Il cinema è come un faretto che illumina le cose della vita”.

O cinema é um trabalho duro, mas é possível, rindo e brincando, mandar algumas indiretas, alguns postais com as próprias observações acerca do mundo. O cinema é como farol quei lumina as coisas da vida.”

Um dos maiores cieneastas italianos, Ettore Scola, morreu no dia 20 de janeiro desse ano aos 84 anos.

Contou a Itália e o mundo através do seu cinema e umas da décadas mais afortunada e produtiva foi as dos ’70.

As maiorias dos filmes dele são accessíveis online, nossa sugestão è “Una Giornata particolare” (1977) filme ambientado na Italia fascista de 1938, relatando o dia em que Hitler veio de visita oficial na Itália através dos olhos e da unagiornatahistória de uma dona de casa decepcionada do machismo oprimente de um marido fascista e de um condutor de radio homosexual, ambos vizinhos de casa.

Se quiser saber mais sobre Ettore Scola sugerimos a leitura desse artigo completo aparecido no cotidiano “La Repubblica” no dia da morte dele.

O Staff de Itálica.